Páginas

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Não deixem o natal passar!



Como não poderia deixar de ser, estou pensando no Natal. E nas idas e vindas do pensamento o que mais povoa este campo das idéias são as lembranças da minha infância, desta época é claro e os vários conceitos atuais [de mais ou menos uns dez anos] que o Natal é (literalmente) do mal.
 Pesquisando, verifiquei que o Natal já é há muito tempo comemorado pelos cristãos em substituição a uma celebração que faziam ao deus sol e era uma festa restritamente idólatra. Mas, daí surge o Cristianismo que no terceiro século depois de Cristo adaptou este momento para celebrar o nascimento de Jesus de Nazaré.

Dái eu penso mais uma vez, (e vejo sair fumaça da minha cabeça), sabe aquelas histórias que são contadas às avessas? Pois é o que penso em relação ao Natal hoje entre os cristãos, antes gente, não era assim.
Pensávamos no natal, agíamos no natal, comemorávamos o natal, fazíamos do natal o divisor do tempo pensando meeesmo no aniversário de Jesus. Mas agora nada de crente comemorar o natal, porque não sabemos a data certa que Jesus nasceu, e aí fica a pergunta então que dia mesmo vamos comemorar? Afinal não deixamos de celebrar o nosso dia, é, não esquecemos do nosso aniversário. Ficou dia nenhum, pessoal.
E qual foi o resultado deste combate ao que é do mal, não se faz agora e em nenhum momento. Claro que Cristo em nossas vidas não deve ser lembrado apenas no Natal, não é isso que está sendo dito, mas que durante o corre-corre da vida é necessário lembrar que Deus enviou o seu filho a esta terra em cumprimento do seu plano de redenção.

Este conceito teve como maior resultado discussões e contendas ferrenhas entre irmãos e o afastamento quase definitivo da família, que por diversas razões ainda tinha este momento para o encontro cara a cara, abraços e abraços, pois este era o momento de diminuir a distância pensando no momento que Deus mandou o nosso Salvador.

Estou falando de irmos ao âmago da questão, e não só no emocionalismo e a trégua fingida de problemas, (pois estamos cansados disso não é mesmo? Veja o que já combinamos aqui), mas a verdadeiro comprometimento com a vida e as almas durante o ano que está pertinho de chegar.

Por favor, não deixem o natal passar!

Como escrevi estes dias lá na escola: "QUE O NATAL NOS DÊ A CHANCE DE SEMEAR A FÉ, A ESPERANÇA E O AMOR, PARA QUE POSSAMOS DISTRIBUÍ-LOS DURANTE TODO O ANO QUE ESTÁ CHEGANDO."

É isso...

Como iniciei este post estou pensando nestas coisas, não é para contestar ninguém, apenas fico conversando com Jesus, pedindo a Ele e buscando na Bíblia princípios para viver até que eu volte para casa, e às pessoas que eu procuro deixar algo são os nossos filhos que nasceram nesta moda de satanizar o natal. E me lembro o quanto eles estão sendo excluídos deste momento que é especial, pois Cristo nasceu e a grande oportunidade de celebrarmos a vida DEle levando o evangelho à toda Criatura.

Pois, crianças, Jesus nasceu.

Jesus dividiu a história, ou seja Ele nasceu no ano I, o seu nascimento ficou como um dia de reflexão, de ponto de partida, que o pessoal chama de o 'espírito do natal', que olha, vamos combinar? Só pode ser o Consolador, Ele mesmo o Espírito Santo que Jesus deixou conosco.

Por favor, não deixem o natal passar!

Jesus nasceu. Morreu por mim e por você. Foi sepultado. E ressuscitou! Tudo isso segundo as Escrituras.

Edvanil FonsecaRosa vermelha

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

O valioso tempo dos maduros



Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora.
Tenho muito mais passado do que futuro.
Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas.
As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam
poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflamados.
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram,
cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir
assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.
Detesto fazer acareação de desafectos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário-geral do coral.
“As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos”.
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência,
minha alma tem pressa...
Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana,
muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com
triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade,
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade,
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial!


Mário de Andrade

(Poeta angolano esquecido (1893-1945)poeta angolano esquecido (1893-1945)

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Messias - Natal e haja nostalgia!



A época é propícia, então estou compartilhando um diamante relacionado à musica, e esta é para quem já está nos caminhos do Senhor há pelo menos um tempinho (calma, não vou denunciar a data não, rs), mas a pista é tempo do Grupo Logos, Vencedores por Cristo, é isso mesmo!


A música é MESSIAS do Conjunto Sonoros. Ah! Tempinho bom! É ouvir e o coração fica quentinho. Que maravilha! Obrigada, meu Deus!


Me fez lembrar o Salmo78, especialmente o versículo 4. Não deixe de falar aos seus filhos e às crianças o que o Senhor fez, faça-os descobrir, saber e amar ao Deus dos exércitos, criador dos céus e da Terra. Te amo, meu Deus!




♪♪ Este Messias que o mundo inteiro crucificou
É a Esperança deste mundo que Ele tanto amou
Será meu Deus que é tão difícil o mundo crer?
Neste Jesus que a gente sente e não vê. ♪♪


P.S. : Depois eu volto para falar um pouco sobre o Natal.

Edvanil FonsecaRosa vermelha

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Macaé!


Olha nós aí, na Praça da Prefeitura, a caminho de mais uma missão


Bom pessoal, como alguns sabem moramos uma boa temporada em Macaé, por conta de um trabalho do meu amor.


Pense em muito aprendizado e felicidade em nossa casa.

Para lembrar vou contar para vocês uma música que foi criada por um macaense de história lá da terra. Conto por que não sei a música, mas se quiser ouvir fala com a minha filha Ludmila que sabe na íntegra, pois estudou o 4º ano na escola municipal que leva o nome do autor, no bairro de Imbetiba.

DEUS É SIMPLESMENTE FIEL!


Antes da música gostaria de reiterar para o povo desta terra, o que já citei em um momento de oportunidade da Palavra, para todas as história que já se contou ou se conta sobre este lugar: 


Congregai o meu povo, santificai o meu povo, neste tempo do fim. Reuni os velhos, 
jovens e crianças, neste tempo do fim. Chorem os sacerdotes, chorem os ministros do altar. Jesus voltará muito breve, breve Jesus voltará. [Baseado em Joel 2:16-17] 


Macaé Minha Terra Querida!


Onde o mar beija a areia morena,

Onde o rio se encontra com o mar,

Onde o sol banha a terra serena,

Tu estás, Macaé, a sonhar.

Macaé, nossa voz é a história,

A cantar teus encantos, teus céus,

Tua gente, teus anos de glória,

Um passado de tantos troféus.

Longe o Frade teus campos domina,

A espalhar-se planície sem par,

No horizonte o farol ilumina,

Os caminhos dos homens do mar.

Macaé, minha terra querida,

Que os anos te fazem crescer,

Para nós tu és terra onde a vida

Fica sempre em constante nascer.




Letra: Antônio Álvarez Parada
Música: Lucas Vieira


sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Coragem: Me joguei!


Há algum tempo venho procurando coragem de escrever dando asas aos meus pensamentos e idéias, claro que baseadas em princípios, mas escrever de mim mesma sabe? Compartilhando o que garimpo por aí, mas também aquilo que me é dado.


Em alguns momentos de registros na minha vida profissional algumas pessoas até sugerem que eu escreva mais, e escreva e escreva... Mas cadê a coragem? Para que na verdade nada caia na falácia e na mesmice, e a velha tensão de se expor hein?


Esses dia mesmo eu estava conversando com a minha irmã artista Edneide (Neide para todos. Ela prefere assim!) sobre comédia, o quanto eu gosto de rir (penso que ela também). Então ela falou de uma matéria sobre comediantes e o número reduzido de pessoas do sexo feminino que existe no elenco do riso, e que uma das reflexões deste momento foi que a quantidade pequena de mulheres neste ramo é o grande receio de se expor, até porque é exigido da mulher que ela seja sempre linda, suave, educada, delicada, polida, parecendo vidro entende? Gente, e naquela hora eu pensei: 'Bem que eu podeira ser comediante?! Quem guenta? Pois até palhaça eu já sou na hora de evangelizar crianças. ;-)


Daí eu me lembrei dos meus blogs... preciso começar a escrever algo de mim mesmo lá, ou seja, iniciar a a minha 2ª E-X-P-O-S-I-Ç-Ã-O. Nesses últimos dias recebi alguns incentivos, das professoras lá da escola: Lívia Costa e Daniela Val (a última ainda disse: 'mergulha no curso de Letras Ed, pois o jogo com as palavras é contigo!), do meu querido esposo Dalvo e pensei de novo no mundo do blog. E por último o grande comentário da minha parceira daqui que conheci há pouquíssimo tempo Patrícia Galis (do blog 'Sei que Deus existe') que, após uma baita solicitação me deu uns toques e me disse (ou melhor comentou no meu blog dia 22/11/11) o seguinte:

"Minha flor a melhor forma de escrever pelo menos para mim é sempre me pondo no centro vejo autores que conta historias do outros, inventam tudo que escrevo no blog ou é o que passo ou de alguém que conheço como meus contos, é tudo baseado em fatos reais, por exemplo pegue a historia de alguem que conheça e transforme em um conto tente se ficar grande demais vai resumindo ate achar que ficou somente o que interessa e de para o leitor entender, não ligue para a critica dos outros nem Picasso ligava e olha que acho os quadros dele horríveis, kkkk"


Daí eu pensei: que coragem!!! Um dia eu começo...


E parece que o primeiro dia é HOJE, falando sobre CORAGEM.


E para parafrasear e basear mesmo este momento na minha vida cito:


"No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor." [I João 4.1]


Gente, é isso mesmo: 'o amor lança fora todo o medo'. Como eu amo muito tudo isso, comecei, me joguei, rs, rs...


E não poderia deixar de agradecer ao amor da minha vida, as meninas pelo apoiaço, e a Patrícia dizendo a você minha flor que a sua frase que mais me marcou foi: 'não ligue para a critica dos outros nem Picasso ligava e olha que acho os quadros dele horríveis, kkkk', e ao Senhor Papai, Deus da minha vida, que base hein? Te amo Senhor!! Nasci e vivo para te servir, adorar e glorificar.


E lanço um desafio (já viu que ousadia?), comenta aí sempre que se arriscar a ler e se quiser sugerir temas, estamos aí ( ai meu Deus!!!!!)


Beijocas especiais.


P.S: E, há paz? Então PAZ.


Edvanil FonsecaRosa vermelha

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Ação X Reflexão X Ação


Num feriado como este, pelo menos aqui na terrinha, não posso deixar a oportunidade passar sem reflexão, meditação e como não dizer ânimo, e para ajudar a surra na letargia, uma boa lembrança de um projeto, que em seguida está postado. Muito especial para agir, refletir e agir...

Beijos especiais!!!!!


VOLTEMOS AO PRIMEIRO AMOR...

Edvanil FonsecaRosa vermelha

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Melhores de 2011


Tem coisa que só Deus faz...
Gente, olha onde está o blog! 
Pois é, na lista dos melhores de 2011 da nossa querida Patrícia Galis do 'Sei que Deus existe', e isso é uma honra para mim.


Só posso agradecer a Deus, meu querido amor, a todos que vem me apoiando e a Patrícia Galis pelo prêmio.

Vem e fica com a gente e haja história!!!!!

Aproveita  e passa por lá...


Edvanil FonsecaRosa vermelha



domingo, 4 de dezembro de 2011

Chá de coragem



Pessoal, estou tomando doses grandes de chá de coragem para escrever mais aqui no blog.
Estou cansada, entende? Preciso de mais interação neste espaço que por incrível que pareça foi criado para isso, ou seja compartilhar várias versões de diamantes.

E olha que eu tentei aqui no dia 21 de março de 2010, mas daí travou até hoje, eu aguento?

Você tem algo a dizer ou contar sobre isso, conta aê!!!!!

Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação.
 [II Timóteo 1.7]

Edvanil FonsecaRosa vermelha

sábado, 3 de dezembro de 2011

Janela 0 X 14




Lionel Hunt, num livro publicado pela Moody Press, registrou uma pesquisa que demonstra de uma forma inequívoca, qual a melhor idade para a evangelização e a conversão:

         Antes dos 4 anos          -        1% 
         Dos 4 aos 14 anos         -        85%
         Dos 14 aos 30 anos       -        10%
         Após 30 anos                -        4%
O fato é que as crianças são importantes para Deus. Elas têm uma alma imortal e uma vida inteira pela frente. Elas ouvem e atendem á mensagem do Evangelho mais prontamente do que qualquer outro grupo de pessoas.
Georg W. Truet, ao entrevistar 1.200 crentes, constatou que 96% destes recebeu a Cristo antes dos 21 anos.
A Divisão de Pesquisa de Educação Cristã de uma grande editora evangélica entrevistou 1.417 professores de 116 igrejas e constatou que a maioria das decisões, por Cristo, ocorrem nas classes de crianças.
O fato é que se uma pessoa não receber a Cristo quando criança, dificilmente o fará na idade adulta.
George Barna em seu livro “Transformando seu filho num campeão” publicado no Brasil pela Editora Naós, afirma que“Se uma criança não receber Jesus Cristo como Salvador até  aos  14 anos, há só 4% de chance de fazê-lo entre 14 e 18 anos e  6% de chance de que ocorra no restante de sua vida.”
Considerando que os crentes são a luz do mundo e o sal da terra, uma bênção para toda a sociedade, e que pelo menos 85 % deles se tornaram crentes antes dos 15 anos de idade, chegaremos a conclusão que devemos evangelizar com mais intensidade e sabedoria as crianças de hoje. O grande desafio é exatamente esta JANELA 0 X 14!
FONTE: *APEC*